Tá tudo bem (mesmo quando não está)

ee89f30bfa32e2f6a601722fc7e235f5

Recentemente me dei conta de que as pessoas acham que minha vida está maravilhosa, que não tenho problemas e sou sempre grata por tudo, que sou motivada e faço tudo que quero e preciso, sempre achando tudo lindo.

Sim, minhas redes sociais são bastante positivas. Sim, eu tento manter essa positividade sempre presente. Sim, eu amo muitas coisas em minha vida (especialmente as pessoas). E sim, eu sou (talvez) a pessoa mais positiva que conheço.

Mas não, nem tudo são flores! Eu também passo por dificuldades, eu tenho mil problemas como todo mundo. Eu passo por algumas “bads” bem complicadas e tem dias que não sinto a menor vontade de sair de casa. Eu sou normal, gente! E é normal ter altos e baixos, a vida é feita disso. Se não fosse assim, como daríamos valor aos bons momentos? Às coisas boas que nos acontecem?

Esses dias, em uma conversa com uma amiga, ela se mostrou meio chocada quando disse que estava mal. Particularmente fiquei chocada com o choque dela. Redes sociais não mostram o que está dentro do gente. E aliás, muito do que posto nas minhas são mensagens pra mim mesma muito mais do que pra motivar qualquer outra pessoa.

Estou escrevendo esse texto pra dizer que está tudo bem. Tá tudo bem ficar mal. Tá tudo bem não ser positivo sempre. Tá tudo bem em alguns momentos não conseguir sentir gratidão. Também precisamos abraçar nossa sombra, ser pacientes conosco mesmas e nos permitir sentir qualquer dor que tenha nos alcançado.

Eu só sinto que não quero passar isso pra todas as pessoas. Gosto sim de emanar mensagens positivas. Até porque é isso que gosto que chegue até mim. Eu desabafo, falo, coloco pra fora tudo que preciso colocar, mas não me entrego ao sofrimento. Acolho o que sinto e me permito sentir, mas não me deixo dominar de forma que não consiga mais sair.

É claro que existem condições clínicas. A minha forma de encarar as coisas não resolve todos os problemas. Positividade e gratidão não resolvem todos os problemas. Mas até amigas que passaram ou passam por depressão, por exemplo, sabem que só conseguem sair disso se quiserem, remédios também não fazem milagres. Mas isso  é assunto pra outro post (que eu nem me atreveria a escrever, na verdade, porque não experienciei).

Então isso tudo é só um lembrete de que a felicidade não é obrigação, faz parte da vida ficarmos tristes, inconformados ou seja lá o que estivermos sentindo. E negar os sentimentos ruins só faz piorá-los. Lembremo-nos disso.

Namastê!

🙂

 

Anúncios

8 comentários sobre “Tá tudo bem (mesmo quando não está)

    • Com certeza, Catarina! As vezes nos esquecemos disso, porque parece haver uma “obrigação” de estarmos sempre felizes… É bom lembrar que não é assim, né?
      Gratidão pelo comentário!
      Beijos ❤

      Curtir

  1. É isso mesmo, Mari! Positivo e Negativo são parte da gente e assim como sentimos o positivo, precisamos aprender a sentir o negativo e entender que ele faz parte do equilibrio necessario na nossa vida, sem contar que esses momentos são uma baita oportunidade pra gente crescer, né?

    beijão!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Links interessantes da semana #13

  3. Tem muitos choques nesses post kkkkkkkkk

    “está tudo bem. Tá tudo bem ficar mal.”
    Adorei essa frase. Vou guardar.
    Acho que existe um grande peso social como o “da porta da empresa pra dentro vc deixa sua malinha de problemas da sua vida na porta e entra” que faz todo mundo ter de estar bem disposto e apto para que esteja socialmente forte. Afinal parece que passar por uma bad ou fase ruim afasta pessoas. Claro que devemos ter um equilíbrio e não nos deixar levar pelas tristezas até para nao se tornar um fetiche por atenção. Mas é muito bom qnd conseguimos nos sentir a vontade com um grupo de amigos e nos deixar sofrer uma bad de vez em quando haha.

    Curtido por 1 pessoa

    • Nossa, eu tava lendo um texto sobre isso outro dia mesmo… Não lembro onde. Mas me fez pensar demais! Nossa vida não é separada em compartimentos… Não dá pra gente separar tudo por áreas o tempo todo. Ainda mais sentimentos, né?

      Vamos viver nossas bads sem deixar elas dominarem nossa vida 😉

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s